quarta-feira, maio 03, 2006

Regresso!

Que saudades de dar notícias! Há quase um mês que não digo nada...que feia!
Mas tenho bons motivos...tive de férias da Páscoa e fui até Taizé e posso dizer-vos que foi uma experiência fantástica. Parei no tempo, fiz momentos de silêncio, de oração, conheci um país e pessoas novas. Aconselho a todos uma ida a Taizé!
Agora de momento, já de regresso ao trabalho está tudo bem! Não há grandes novidades!
Despeço-me com um poema que não é da minha autoria mas do qual gosto muito e gostava de partilhar com vocês.

Um poema

Tantos são os poemas escritos,
uns com beleza e engenho
outros com mundos descritos,
uns com desdém e desenho
procuram enganar
quem só procura para apreciar.

Poemas são de amor,
também de escárnio e mal dizer,
de paixão e calor
ou apenas procuram descrever
uma paisagem mágica
mas há trágico-cómica...

O primeiro é difícil
de escolher para mostrar,
vê alguém que é gentil?
Ou quem não procura agradar?
Escolhemos o que mais sentimos?
Ou aquele que mais brilhamos?

Assim é a vida de poeta,
só escreve quando chega ao fim
da procura pela palavra certa
quando acaba e pode dizer que sim.
Que aquele poema está acabado
mas vive na incerteza
de poder estar enganado
pelo que mantém a vela acesa...

segunda-feira, março 27, 2006

Gestos perdidos

um olhar, um abraço,
uma mão amiga,
o apoio de um braço,
um gesto que siga,
que se perpetue no espaço
sem que ninguém repare...
Mais forte que aço,
Tão longo quanto o tempo
desde esse momento
sem que haja algum contratempo
pela vida adentro...

Esses gestos resistem,
Esses gestos persistem,
Até um dia vermos a sua verdadeira importância
até um dia percebermos
a sua pura essência.

Então acordamos...
Como fomos tão cegos?
Aí despertamos...
Como fomos tão surdos?
Tantos sentidos,nem um viu...
Tantos momentos,
nem um sentiu...

É tempo de agir,
de os agradecer,
é altura de sorrir,
de os enaltecer...
Não mais devem passar despercebidos
esses gestos perdidos...

quinta-feira, março 02, 2006

Party Time!



Olá amigas e amigos!
Ando a falhar, eu sei! Mas tenho desculpa! Estive em Aveiro a festejar o Carnaval e deixo-vos com imagens encantadoras.
Na primeira fotografia temos duas palhacinhas sorridentes e bem dispostas, vamos lá saber quem são!
Na segunda fotografia estou eu mascarada de palhaça, quase irreconhecível!
Muita vontade de rir? Imagino! Não se inibam, comentem, expressem a vossa opinião, o vosso riso :D
Um beijinho gigantesco p todos e bom trabalho!

terça-feira, fevereiro 21, 2006

Carnaval




Venho dar-vos um olá, desejar que o vosso dia tenha sido bom apesar do frio e desejar a continuação de uma excelente semana. É verdade...estamos quase no Carnaval? Vão mascarar-se? Sugestões aceitam-se! Beijokas

domingo, fevereiro 19, 2006

Come what may

Olá pessoal!Que tal este fim semana? Espero que óptimo. Hoje deixo-vos esta letra de uma canção do filme Moulin Rouge. É espectacular!

Never knew I could feel like this

Like I've never seen the sky before

Want to vanish inside your kiss

Everyday I love you more and more

Listen to my heart, can you hear it sings

Telling me to give you everything

Seasons may change winter to spring

But I love you until the end of time

Come what may, come what may

I will love you until my dying day

Suddenly the world seems such a perfect place

Suddenly it moves with such a perfect grace

Suddenly my life doesn't seem such a waste

It all revolves around you

And there's no mountain too high no river too wide

Sing out this song and I'll be there by your side

Storm clouds may gather and stars may collide

But I love you until the end of time

Come what may, come what may

I will love you until my dying day

Oh come what may, come what may

I will love you

Suddenly the world seems such a perfect place...

Come what may, come what may

I will love you until my dying day

sexta-feira, fevereiro 17, 2006

Sejam bem-vindos


Olá a todos! Caros amigos, conhecidos ou simplesmente cibernautas!

Peço desculpa pela demora, mas devo dizer-vos que a minha experiência com blogs é muito curta e portanto estou em fase de descoberta!E a verdade é que estas coisas demoram tempo.


Quero agradecer desde já a todos os que visitaram o meu blog! Sejam bem-vindos ao Cantinho da Marta. Espero com este espaço dar-vos alegria e também informação. Vai ser também um espaço de reflexão e de desabafos. Estão inteiramente à vontade para deixarem comentários sobre o blog, o conteúdo do mesmo e fazerem sugestões, lançarem tópicos de assuntos que gostavam que eu falasse sobre.


O primeiro texto que coloquei é muito especial para mim. Retrata a vida como eu a vejo e ajuda-nos a pensar que nunca estamos sozinhos e que nos momentos difíceis há sempre quem nos dê colo. Senti isso muito no último ano da minha vida. Espero que seja especial também para vocês e vos entusiasme tanto como a mim. Gostava de saber a vossa opinião.


Um beijinho para todos. E até ao próximo post.

segunda-feira, fevereiro 13, 2006

Pegadas na Areia

Uma noite eu tive um sonho.

Sonhei que estava andando na praia com o Senhor e através do Céu, passavam cenas da minha vida.

Para cada cena que se passava, percebi que eram deixados dois pares de pegadas na areia; Um era meu e o outro do Senhor.

Quando a última cena da minha vida passou
Diante de nós, olhei para trás, para as pegadas
Na areia e notei que muitas vezes, no caminho da
Minha vida havia apenas um par de pegadas na areia.

Notei também, que isso aconteceu nos momentos
Mais difíceis e angustiosos do meu viver.

Isso entristeceu-me deveras, e perguntei
Então ao Senhor.
"- Senhor, Tu me disseste que, uma vez
que eu resolvi Te seguir, Tu andarias sempre
comigo, todo o caminho mas, notei que
durante as maiores atribulações do meu viver
havia na areia dos caminhos da vida,
apenas um par de pegadas. Não compreendo
porque nas horas que mais necessitava de Ti,
Tu me deixastes."

O Senhor me respondeu:
"- Meu precioso filho. Eu te amo e
jamais te deixaria nas horas da tua prova
e do teu sofrimento.
Quando vistes na areia, apenas um par
de pegadas, foi exactamente aí que EU,
nos braços...Te carreguei."